Mistura de tendências garantem personalidade aos ambientes

Para as pessoas mais descoladas que querem fugir do minimalismo, a mistura de cores, objetos e estilos pode ser uma boa opção. Contudo, profissionais da decoração, arquitetura e design dão algumas dicas para não haver excessos que tornem os ambientes poluídos.

A arquiteta Marina Dubaz sugere a escolha de alguns pontos focos para serem decorados. “É possível valorizar uma parede com uma cor ou colorir um móvel, por exemplo, entrando com adornos que fazem uma composição legal. Mas o melhor é evitar cores fortes em pontos fixos”, explica.

Segundo ela, o mais comum é que as pessoas têm receio dos excessos na decoração e por isso fazem tudo aos poucos, seguindo o seu toque pessoal. “A maioria, por falta de segurança e de saber o que quer exatamente em relação ao design, pede uma coisa mais básica, mais clean. Aos poucos, as pessoas vão adquirindo confiança”, conta. Para a arquiteta, os projetos com muitos elementos podem se tornar cansativos. “É bom ter um espaço no projeto para o próprio cliente, porque, do contrário, o ambiente fica parecendo mostra de decoração”.

MISTURAS

De acordo com o designer Rodrigo Câmara, é muito interessante trabalhar com projetos com muitas mesclas de elementos. “Gosto de mesclar várias estampas para um ambiente de impacto ou então trabalhar um mesmo objeto à exaustão, em formas diferentes”, diz. Como exemplo, ele sugere uma parede inteira composta com molduras. “O volume de fotografias até pode assustar, mas, se elas estiverem em molduras que valorizam tanto o ambiente quanto a história, dá certo.”

Ele ainda enfatiza que a decoração é como a moda, sem regras definidas. “Antes, era proibido misturar um brinco de prata com acessório dourado. Hoje, é possível mesclar tudo ao mesmo tempo e conseguir um resultado fabuloso”.

O designer relata que muitas pessoas têm receio em arriscar e não compram sem antes consultar um profissional. “Muitos deixam as escolhas pessoais de lado e se esquecem de levar em conta que são um ser único e podem imprimir as suas características num espaço que tem a cara deles”, finaliza.

Fonte: Estado de Minas

 

    Leave a Comment

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *