Peças luxuosas perdem status de ostentação e ganham requinte no décor

Cada vez mais, o Brasil vem se destacando no mercado mundial como grande consumidor de itens luxuosos e de grande requinte. No décor isso não é diferente. Além de ser considerado um excelente negócio para quem deseja apostar nesse filão, especialistas apontam que o luxo deixou de estar ligado à ostentação e, agora, as peças ganham ainda mais relevância no mercado pela qualidade, beleza e requinte exclusivo. “Os estrangeiros estão impressionados em ver como o Brasil está comprando. Existe um otimismo muito grande e, hoje, somos considerados lá fora grandes consumidores de luxo”, pontua a arquiteta Myrna Porcaro.

Graças ao olhar apurado de muitos profissionais, Belo Horizonte entrou de verdade na rota do extremo luxo e do bom gosto quando o assunto é a decoração. A mostra “Espelho, Espelho Seu”, da galeria Sandra e Márcio, desembarca na capital mineira com muitas expectativas e diversas possibilidades de criação para quem deseja conquistar cenários bastante sofisticados pela casa. De acordo com o designer e curador da exposição Márcio Ferreira, foi feito um trabalho extremamente minucioso durante um semestre inteiro para conseguir selecionar cerca de 50 peças exclusivas da Europa, datadas dos séculos XVIII, XIX e XX.

“Trouxemos espelhos raros com molduras entalhadas e tons dourados da Inglaterra, Itália e França. As luminárias e abajures são imponentes, ganharam um ar mais moderno e foram adaptadas de esculturas de arte, candelabros e castiçais sem perder a sua essência original”, pontua.

 

Fonte: Jornal O Tempo

    Leave a Comment

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *